29.7.15

Glúten - Como saber que alimentos posso consumir?

Celíacos, intolerantes e alérgicos ao Glúten hoje preparei um texto para vocês algumas opções bem simples! Espero que gostem!




Quantas vezes lemos a frase "Não contém glúten" em embalagens de alimentos como pães, biscoitos, bolos, bolachas e massas? Apesar da ampla frequência com que esse aviso aparece, o glúten ainda é encontrado em muitos outros produtos industrializados que também consumimos.

Saber quais os cuidados que devemos ter ao ingerir esses alimentos é importante tanto para pessoas que possuem a doença celíaca, como aqueles que tem algum grau de intolerância ou alergia ao glúten. Nestes casos, o primeiro passo necessário a tomar é excluir todos os alimentos que contenham glúten da dieta. Eu sei, é triste, mas é a única solução para recuperar e manter sua saúde!

Em seguida é preciso substituir os alimentos proibidos por ingredientes seguros, como a mandioca, batata, arroz, milho, quinua, amaranto, linhaça, soja e inclusive seus derivados como a farinha de mandioca, polvilho doce ou azedo, tapioca, fécula de batata, farinha de arroz, farinha de milho, amido de milho, fubá, farinha de soja, milharina, farinha de feijão branco e de grão de bico.

Pesquise receitas sem glúten, seja em livros de receitas ou até mesmo na internet. Variar a alimentação é essencial para evitar as hipersensibilidades alimentares secundárias, comuns em celíacos e ainda por cima garante melhor suprimento das necessidades nutricionais.

É muito importante também se atentar aos cuidados necessários na cozinha, como:
ü  Nunca manipular alimentos com glúten e sem glúten no mesmo ambiente;
ü  Higienizar recipientes, embalagens plásticas e talheres para evitar que sobrem resquícios de alimentos que contenham glúten;
ü  Nunca reutilizar o óleo que fritou algum alimento empanado, que contenha trigo ou outro produto com glúten;
ü  Procurar reservar um espaço separado no armário para os alimentos sem glúten.

E no momento de fazer a compra no supermercado, como devemos proceder? Para nos ajudar nesse sentido, aqui vão algumas dicas para seguirmos no momento em que fizermos nossas compras:

- Leia os rótulos dos alimentos. No Brasil, é obrigatório por lei que os alimentos que contenham glúten em sua composição apresentem a informação descrita no rótulo.

- Escolha alimentos naturalmente isentos de glúten. Estes incluem frutas, verduras, legumes, feijões, ervilha, lentilha, grão de bico, nozes, carnes, aves, peixes, frutos do mar, ovos, laticínios e certos grãos, como arroz e aveia pura.

- Tenha cuidado ao comprar alimentos preparados, como aqueles que vêm em latas, caixas, e outros pacotes pois podem conter traços de glúten.

- Procure os grãos que são livres de glúten como: milho, soja, sorgo, trigo sarraceno, quinoa (rica em aminoácidos, fibras, vitaminas), amaranto (grão rico em proteínas, fibras, cálcio, ferro), entre outros.

- Procure as áreas voltadas especificamente para o público que não consome o glúten. No mercado, inúmeros produtos industrializados são produzidos com essa finalidade.

- Não consuma produtos que contêm glúten: malte de cevada, extrato de malte, xarope de malte e vinagre de malte; molho de soja, amido modificado se for derivado de trigo; levedura de cerveja.

- Não compre produtos que não especificam seu conteúdo, pois também podem conter traços de glúten na composição. Na dúvida é melhor não arriscar.


Por fim, e não menos importante, procure orientação do profissional nutricionista. Seguindo todas as dicas dadas e com o auxílio de um profissional competente para orientá-lo você não terá perda nutricional e a alimentação poderá ser balanceada, gostosa e saudável.






Abraço! - Sa Morelli

Samanta Morelli - Nutricionista especializada em nutrição clínica, apaixonada por comer bem e saudável. 

É personal diet e atende na Inspire Fit (Móoca) - telefones (11) 2776-3538/ (11) 97984-2078.


28.7.15

Compulsão Alimentar - Como lidar com ela?

27.7.15

Como cuidar da sua Pele no inverno?


Eu sofro muito com minha pele no inverno,  além de ressecar mesmo sendo oleosa tenho coceira no queixo e vermelhidão em toda a face... Fico super triste mas ai dou um cuidado extra!
Uso produtos suave para limpeza da pele.
Esfolio bem, mas suavemente. Não ensaboar demais ao utilizar buchas e produtos com ação esfoliante, resseca muito!
Abacates são repletos de óleos não saturados que hidratam e acalmam a pele além das vitaminas A, B, C e E. Vale amassar com mel e passar na pele!
 Bebo bastante água
Banhos quentes... a pele perde o manto responsável por zelar pela umidade que protege a sua pele e o cabelo), e isso causa o ressecamento. Diminua o tempo e a temperatura do banho e evitar que eles sejam demorados.
Do preferência para sabonetes líquidos, por possuírem pH mais neutro e próximo da pele. Isso sempre!
Utilizo muitos cremes com ação hidratante.
Utilizo óleos corporais, que, apesar de não serem hidratantes, formam um filme sobre a pele, preservando a umidade natural da pele. Óleos como o de semente de uva e o de gergelim são ricos em vitaminas A, complexo B, C e E, que são antioxidantes e hidratantes naturais. Uso aquele de banho sabem?

E vocês tem alguma dica legal?

Bjs Quel =♡♡=

26.7.15

Fashio Weekend Plus Size


Ahhhh gente foi muito lindo! 

Animação, estilo, bom gosto, meninas lindas! TUDO isso em excesso!

Mostrando que se a pessoa se sente bem como está ela pode sim ser tudo isso! Não é por que a pessoa esta acima do peso ela tem que se enrolar num lençol e sair! Nananinaninãnão! Em breve vou postar algumas peças maravilhosas que valorizam ainda mai a beleza da Mulher ♥



Eu e minha prima na 2 foto eu e a Ju Romano (sempre falo dos looks dela aqui no blog Ela arrasa! E o mulherão com suas plaquinhas super legais... e eu morrendo de vergonha :)



Bjs =^^= Quel





22.7.15

Delineado Gatinho ♥

Desde que me fiz minha primeira maquiagem há uns 16 anos atrás =/ o que eu mais amava fazer era delineado acima dos olhos... minha mãe não gostava muito falava que eu ficava parecendo que levei um soco kkk ai comecei fazer da metade do olho pra fora e todo mundo gostava!

Quando esses vídeos de maquiagem começaram aparecer na Internet, uma das mais famosas maquiadoras disse que isso era muito cafona! E que exigia muita coragem para usar! Fiquei brava kkk mas continuei amando e aperfeiçoando!

E hoje é MODA! E o queridinho do pessoal! Eu fico toda toda achando que fui eu quem inventou kkkk brincadeira!

Mas hoje trouxe um passo a passo lindo que encontrei no blog da G Flores -


Borboletas Na Carteira


Ficou fácil né? Gosto muito do jeito que ela ensina sempre clara simples e objetiva! Quem quiser ver na integra CLIQUE AQUI


Quais os meus delineadores preferidos que Nutrem a Beleza sem irritar os meus olhos?

1 - Caneta delineadora da Milani
2 - Caneta delineadora da NYX
3 - Delineador O Boticário   


E você tem algum delineador preferido? Conta pra gente! ♥♥♥


21.7.15

Video 2 - Tag Vida Saudável


Obrigada pessoal pela visita lá no Canal do Youtube 

Hoje trouxe mais um video, estou mais tímida ainda! Mais isso vai passar! é o primeiro "longa metragem" kkk



Não se esqueça de se inscrever!

Um beijo com Carinho Quel





Para quem quiser responder também, seguem as perguntas: 
(e me avisem para ei ir ver!)
1. Nome, o que faz?

2. Você sempre teve problemas com a balança?
3. Qual foi o momento que te fez querer mudar os hábitos e emagrecer? Que método usou/usa para isso?
4. A quanto tempo pratica hábitos saudáveis?
5. Como foi o começo do emagrecimento para você?
6. Quantas vezes você se exercita na semana?
7. Possui alguma atividade física que mais gosta?
8. Você está satisfeito(a) com seu corpo no momento? O que mudaria?
9. Quais são suas metas a longo e curto prazo?
10. Quais alimentos não podem faltar na sua dieta?
11. Quais alimentos você cortou/reduziu?
12. Já fez dietas restritivas ou uso de remédios para tentar emagrecer?
13. Qual foi a última comida que comeu hoje?
14. Música preferida para ouvir durante o treino?
15. Uma inspiração…
16. O que mudou na sua vida depois que eliminou os kgs extras/O que espera que mude quando elimina-los?

20.7.15

GLUTEN

Doença Celíaca, Sensibilidade ao Glúten e Alergia ao Trigo - você sabe a diferença?

por Samanta Morelli - Nutricionista




Antes de mais nada, é importante entendermos o que é o glúten. 
Ele é uma proteína vegetal encontrada na semente de muitos cereais como trigo, cevada, centeio e aveia, é uma das proteínas mais complexas e de difícil digestão, por isso, pessoas com alguma intolerância possuem uma menor capacidade de digerir esta proteína. 



Seja na forma de pães, massas, salgados, tortas, biscoitos, cereais matinais ou mesmo bebidas como cervejas, o contato com o glúten aumentou significativamente nos últimos 40 anos juntamente com o consumo de carboidratos. Por coincidência ou não, após essa mudança no hábito alimentar, cresceu o número de casos das doenças relacionadas ao glúten: a doença celíaca, a sensibilidade ao glúten não celíaca (ou intolerância ao glúten) e a alergia ao trigo.

Você já ouviu falar sobre elas? Sabe a diferença de cada uma? Vamos explicar!

Doença Celíaca


A doença celíaca é a intolerância permanente ao glúten. Trata-se de uma resposta de hipersensibilidade a gliadina (proteína vegetal derivada do glúten), e, mais raramente, a outras proteínas também, levando a uma inflamação grave da mucosa intestinal. Os sintomas, que aparecem geralmente na infância, são diarreia, perda de gordura nas fezes, perda de peso, perda da força física, distensão e dor abdominal, náuseas, vômitos, edema (inchaço), entre outros.

Nessa doença, existe uma resposta autoimune ao glúten. Quando esta proteína chega ao intestino do celíaco, o organismo passa a produzir grande quantidade de anticorpos contra o glúten. Esses anticorpos agridem e danificam as vilosidades intestinais que inflamam e se atrofiam prejudicando a absorção dos nutrientes.


Fotos fonte: Google


Para ficar mais fácil de entender, a seguir temos duas imagens que mostram a diferença das vilosidades intestinais na Doença Celíaca e na mucosa saudável, respectivamente.

Abaixo - Mucosa do intestino delgado com as vilosidades atrofiadas:

Fotos fonte: Google

Acima - Mucosa do intestino delgado com as vilosidades normais.



O diagnóstico é feito através dos sintomas, pela dosagem do anticorpo antigliadina e por biópsia intestinal. Para reverter o quadro, é indicada dieta livre de glúten.

Sensibilidade ou intolerância ao glúten 

A sensibilidade ao glúten não celíaca é uma forma de intolerância ao glúten quando a doença celíaca e a alergia ao trigo forem excluídas. É uma condição clínica em que os indivíduos, após ingerirem alimentos que contenham essa proteína, apresentam alguns sinais e sintomas indesejados como dor abdominal, fadiga, dores de cabeça, dentre outros. Ela não envolve mecanismos alérgicos ou autoimunes, por isso, seus sintomas são menos graves.

Os pacientes que apresentam essa sensibilidade não toleram o glúten e desenvolvem uma reação adversa, provavelmente devido à exposição frequente ao trigo e demais cereais, que na maioria dos casos não leva a danos no intestino delgado. Essa intolerância é decorrente da má digestão do glúten, composto por proteínas longas, que por não serem digeridas completamente acabam se alojando na parede do intestino. 

A sensibilidade ao glúten é considerada uma condição mais recente, afetando de 6 a 10% da população. Ela é manifestada por sintomas intestinais que melhoram significativamente, ou até mesmo desaparecem, após a retirada da proteína da dieta.

O diagnóstico é feito por exclusão: com a retirada e reintrodução monitorada dos alimentos que contêm glúten. Assim, primeiro são descartadas as hipóteses de doença celíaca, alergia ao trigo, diabetes tipo 1, doenças inflamatórias intestinais e infecção por H. pylori. Por fim, ao analisar que os sintomas foram desencadeados pela exposição ao glúten e aliviados por sua exclusão, conclui-se o diagnóstico de sensibilidade ou intolerância ao glúten.

Alergia ao Trigo


Na alergia ao trigo, o organismo quando entra em contato com as proteínas desse cereal (glutenina e a gliadina) desencadeia uma resposta imunológica exagerada, mediada pela imunoglobulina E (IgE), como se o trigo fosse uma ameaça. Isso causa uma reação alérgica típica que desencadeia sintomas nas vias respiratórias ou na pele, como rinite, asma, urticária, e em alguns casos mais graves, anafilaxia (reação alérgica aguda e grave, que começa subitamente e pode ser fatal).

A alergia ao trigo é a mais comum entre as pessoas, uma vez que este é o cereal mais consumido. Em geral, ela se inicia em bebê e não tem cura devendo se excluir o trigo da alimentação para toda a vida. Porém, como o sistema imunológico é dinâmico, ao longo do tempo ele pode se adaptar e se reequilibrar sendo importante o acompanhamento periódico do médico alergologista.

O diagnóstico de alergia ao trigo é confirmado através de exame de sangue (dosagem de IgE) ou testes na pele.

Tratamento


Tanto pacientes celíacos, como os que apresentam alergia ao trigo ou intolerância ao glúten são beneficiados com uma dieta isenta de glúten. A única diferença é que na dieta para alergia ao trigo é necessário eliminar da alimentação todos os alimentos que tenham trigo ou farinha de trigo, mas não é necessário excluir o glúten, podendo-se consumir cereais como aveia, centeio, cevada ou trigo sarraceno.

É importante destacar que a aveia em si não contém glúten, mas como normalmente ela é processada nos mesmos equipamentos que o trigo e outros cereais, ocorre uma contaminação cruzada. Para as pessoas com intolerância, ela pode não desencadear sintomas. No entanto, aqueles que são portadores da doença celíaca ou alergia ao trigo deverão excluir o cereal da dieta por precaução.

No próximo post vamos dar algumas orientações sobre alimentos sem glúten e mostrar dicas de como encontra-los no mercado que frequentamos.  

Fale com a Nutri!

Samanta Morelli - Nutricionista especializada em nutrição clínica, apaixonada por comer bem e saudável. É personal diet e atende na Inspire Fit (Móoca) - telefones (11) 2776-3538/ (11) 97984-2078.

19.7.15

Vestidos Plus Size?

Pode? Deve!!!

Sempre alguém me pede indicações de lojas de vestidos plus size.. mas raramente indico uma específica, por que acho mais questão de sorte encontrar encontrar algo que caia como luvo quando estamos acima do peso,  mas o que eu gosto de fazer até hoje, é guardar os modelos e quando precisar é só mandar fazer que as vez saem até mais em conta!


Abaixo alguns modelos que gosto bastante....





Fonte: Google




★Looks monocromáticos de cores escuras como preto, azul marinho, bordô e verde esmeralda podem tirar seu receio de usar vestidos!

★ Evite usar Roupas que marcam muito... se você não se sentir a vontade para sentar e levantar,  esqueça!

 Eeeeee final de semana alcancei uma nova meta Tubinho "quase" branco!!! Eeeeee...

A foto esta péssima... e... mas da paraelevadoreu sei mas tenho que deixar esse marco aqui ♡♡♡♡ imagina de tamanha alegria!!!! 




Beijos e muito obrigada pela companhia♥


17.7.15

A POLÊMICA DO GLÚTEN

por Samanta Morelli - Nutricionista



Muitas questões precisam ser esclarecidas quando o assunto é glúten. Essa proteína vegetal tem causado muita polêmica, visto que a dieta sem glúten vem sendo realizada até mesmo por pessoas que não têm doença celíaca.

Quem nunca excluiu o glúten de alguma refeição do dia porque leu na revista da moda, acompanhou a reportagem da atriz magérrima, ou porque sentiu um certo inchaço ou desconforto e ouviu falar que pode ser por culpa dele?

Essa dieta, que antes era praticada apenas por necessidade, vem conquistando novos adeptos que estão interessados em perder peso ou ganhar saúde. O cardápio desaprova a farinha de trigo e seus derivados, como pão e macarrão, e proíbe qualquer alimento que contenha trigo, aveia, malte, centeio e cevada -incluindo cerveja, por conterem naturalmente glúten em sua composição. A promessa é melhorar a função do intestino, diminuir o inchaço e até acabar com a enxaqueca.

Como dito anteriormente, o glúten é uma proteína vegetal que no organismo de pessoas sensíveis, pode provocar reações adversas como diarreia, flatulência e fadiga. A sensibilidade mais comum e conhecida é a doença celíaca, intolerância ao nutriente que atinge cerca de 1% da população.

Para quem tem a doença, ficar longe do glúten é fundamental. Para pessoas saudáveis, há controvérsia. Diante da questão, o próprio Conselho Regional de Nutricionistas da 3ª Região, que inclui o Estado de São Paulo e do Mato Grosso do Sul, lançou um parecer oficial sobre o tema em dezembro de 2011. O documento informa que a recomendação de restrição de consumo de glúten deve ser destinada aos pacientes com diagnóstico clínico confirmado de doença celíaca, alergia ao glúten ou sensibilidade ao nutriente. Salientando ainda que esse diagnóstico clínico é de competência exclusiva do médico.

Até o momento não existe nenhuma evidência científica que justifique a restrição total do glúten na dieta para promover a perda de peso de pacientes com sobrepeso ou obesidade, que não tenham doença celíaca ou sensibilidade a essa proteína. De maneira geral, a adesão de dietas antiglúten pode resultar em baixa ingestão de alimentos ricos em carboidratos que, de forma indireta, pode favorecer a perda de peso.

Um estudo realizado em ratos mostrou que uma dieta isenta de glúten teve efeitos benéficos em reduzir o ganho de peso e a inflamação das células do corpo, no entanto, os dados obtidos não são suficientes para justificar uma recomendação de restrição ao glúten entre os pacientes com excesso de peso.

Isso tudo nos mostra pessoal, que não devemos ser radicais. É importante que um diagnóstico seja feito antes de imediatamente eliminarmos a proteína da alimentação de pessoas que queiram emagrecer ou curar um problema digestivo. O glúten não faz mal para a população em geral, mas é importante que cada caso seja considerado individualmente com a ajuda de um profissional nutricionista habilitado.

No próximo post vou explicar pra vocês a diferença entre doença celíaca, alergia ao glúten e sensibilidade ao glúten. Aguardem!!!



Fale com a Nutri!

Samanta Morelli - Nutricionista especializada em nutrição clínica, apaixonada por comer bem e saudável. É personal diet e atende na Inspire Fit (Móoca) - telefones (11) 2776-3538/ (11) 97984-2078.

16.7.15

Surpresaaa!!!

 

Oi gente! Finalmente! 

Ensaiando Cinco, 5, ciiinco anos para fazer isso e agora criei coragem!

 Por favorzinho! Vocês me falam o que vocês acharam?

Ahhhh  e não esqueçam de se inscrever!




15.7.15

Sorvete de Milho

É por isso que me apaixono cada vez mais em comer direito!

Em saber que nós somos capazes de cuidar da nossa alimentação com poucos ingredientes e criatividade!




Eu estava doidinha atrás de um sorvete de milho daquelas paleterias... mas em várias estava esgotado...

Fui tentar criar com o que eu tinha em casa...




Milho - 2 latas ou 4 espigas
Óleo de coco - 1 colher de Sopa
Amido de milho - 1 colher de Sopa

Leite sem lactose - 1 xícara
Açúcar Demerara - 1/2 xícara

Bate tudo no liquidificador - leve ao fogo mexendo até engrossar (+/-20 minutos) - Coloquei na travessa e o que sobrou foi para forminha de sorvete a qual levei a geladeira e após gelar coloquei no freezer - Gente!!!! Que delicia! mega cremoso mega saboroso! 

14.7.15

Uma relação que cheGOU ao fim!

(repost de um post meu!) Uma relação que chega ao fim! 


Pois anos e anos de UNIÃO!


'Ele' me levantava quando eu estava fraca... 

'Ele' fazia eu sorrir mesmo estando triste...

"Acabava" com as minhas ansiedades em questão de segundos... 

Sempre presente nos momentos de alegria... 

Nas festas 'ele' era rei! 

Eu pensava que nossa relação estava sob controle!

Mas na verdade essa relação 'linda' esta me sufocando, matando! Virou obsessão!

Isso não é saudável em nenhuma relação!


Quando tento ficar sem ele passo mal, literalmente! taquicardia, suadeira, trimilique e companhia!


De caso pensado!

NÃO TEM VOLTA!

CHEGA! ---  Raquel  31.1.13

kkk nesse dia eu me lembro de estar tão decidida que nem doeu! e hoje estou aqui vivinha para falar que dois anos depois consegui realmente me controlar perante ele! Não faz nem parte das nossas compras! aprendi substituir e criar receitas saborosas sempre usar ingredientes vazios!

Mas ai fica para um outro dia! Em breve os videos estarão no ar contanto tudinho para vocês! =^^=


No MEU corpo Açúcar REFINADO é droga! Causa dependência!


Tenho duas escolhas:

Ser radical

ou

Continuar obesa





Livro: sugarblues

Para ler na integra cique AQUI


8.7.15

GASTRITE - como minimizar

Fonte: Google



Gente quem me acompanha sabe que sofre de vários problemas relacionados ao estomago x obesidade - Refluxo - Hernia de Hiato - Gastrite Erosiva - dor de garganta - pedra na vesícula - gordura no figado ...blablabla

E assim como a minha obesidade eu tentei tratar com tudo que ficava sabendo de novo, com a gastrite a mesma coisa... fiquei tentado tratar de mil e uma maneiras - remédios dietas jejum ... e nada mas vocês acreditam se eu disse que fazendo uma alimentação NATURAL comendo de três em três hora e tomando chá de FENO GREGO e chá de ESPINHEIRA SANTA - eu estou bem e sem o OMEPRAZOL há mais de 20 dias!!!

Isso para mim é algo super positivo e notável de colocar no blog! Por que quantas pessoas devem passar pelos mesmos sufoco! e outra coisa conforme a barriga começa diminuir da mais alivio isso ajuda muito!


chá de feno grego
chá de espinheira santa
tapioca
cereais - sementes
verduras frutas legumes
iogurte - simmm eu achava que piorava mas pq usa aqueles cheio de corantes... to tomando o integral normal sem açúcar!


E num é que tudo melhorou?

Semana que vem tenho endoscopia vamos ver se realmente as doencinhas sararam!

E você faz alguma coisa para controlar sem tomar remédios?

28.6.15

Fotos!

Saudades ZERO! As vezes até eu ficava achando que estava grávida.... era uma barriga de 3 gêmeos! Cansaço,  tristeza, raiva, compulsão! Sim estar gorda deixa a compulsão maior ainda e quando você começa acertar nas escolhas a compulsão começar ser mais controlada!

É não foi fácil e continua não sendo, por que ainda não cheguei onde eu quero ;)




Essa é com o menor peso que cheguei esse ano ♡



26.6.15

Temperos nota 10

Quando se comemos uma refeição muito gordurosa, os níveis de triglicérides aumentam, e, se isso acontece muito frequentemente, há risco de problemas cardíacos. 

Adicionar temperos nos alimentos, então, reduz cerca de 30% os triglicérides.

Ginseng:  aumenta os níveis de energia e acelera o metabolismo. Dos mais diferentes tipos, o ginseng siberiano é o melhor, pois trabalha de acordo com a necessidade do corpo. Para inserir no dia a dia, basta bater uma pitada de ginseng junto com um suco, que pode ser das mais variadas frutas. 

Canela: versátil e amiga daquelas pessoas que querem comer um doce “não doce”, ela pode ser adicionada à banana in natura e dar um toque todo especial. A canela pode ter um efeito sobre a insulina do corpo fazendo com que ela funcione melhor e consiga tirar a glicose em excesso do sangue. Com isso, evita o diabetes. Além disso, os poderes antioxidantes da canela ajudam a baixar o colesterol e os triglicérides. De quebra, também é uma aceleradora do metabolismo.

Açafrão-da-terra ou cúrcuma: um composto da cúrcuma ajuda a impedir o crescimento das células de gordura depois de uma perda de peso. E adicioná-la no dia a dia é fácil. É versátil para molhos, carnes, frango ou qualquer outra inspiração culinária.

Pimenta caiena: esse tempero picante pode ser adicionado a sopas, carnes e os mais diversos pratos que pedem uma apimentada. A capsaicina, componente que faz com que ela seja ardida, acelera o metabolismo, ajudando aqueles quilinhos chatos a irem embora. Além disso, um estudo mostrou que essa substância é capaz de regenerar o fígado, órgão responsável por detoxificar o corpo.

Pimenta-do-reino: tão comum na mesa brasileira, ela pode ser uma aliada na perda de peso. Contém piperina, que é “parente” da capsaicina e também ajuda a mandar as gorduras embora. Se combinada com capsaicina, as chances de emagrecer são maiores ainda.

Mostarda: a mostarda de verdade, sem conservantes ou açúcar, é excelente para a saúde e para a manutenção do peso. Por ser ardida, também contém capsaicina, que acelera o metabolismo. Com isso, o corpo passa a gastar mais energia em repouso.

Cardamomo: pouco conhecido no Brasil, o cardamomo é um tempero bastante usado na Ásia. Pelos lados de cá, é possível encontrar em casas de especiarias ou mercados municipais. O cardamomo carrega um pouco de melatonina que, por sua vez, foi apontada como um dos hormônios que ajudam a regular o peso. De acordo com um estudo publicado no periódico Journal of Pineal Research, isso acontece porque esse hormônio estimula a aparecimento da gordura branca, tipo de células de gordura que queima calorias, em vez de estocá-la. Dá para incluir a especiaria em pães, bolos e carnes.



Fonte: Confira a matéria na íntegra!

25.6.15

Sem gluten e sem lactose







Ingredientes:

4 ovos
1 xícara de açúcar demerara ou açúcar de coco
1 colher de chá de  alguma gordura (usei becel)
1/2 xícara de leite de coco
1/2 xícara de aveia sem gluten
1 xícara de farinha de coco
1 xícara de cacau em pó
1 colher de sopa de fermento em pó

Modo de preparo:


Bata as claras em neve e reserve.

Bata as gemas, acrescente o açúcar, a gordura o leite de coco.

Acrescente a farinha de coco e o cacau. 

Junte as claras em neve e o fermento. 

Coloque a massa em uma forma untada com óleo de coco e farinha de coco

Forno pré aquecido por aproximadamente 40 minutos



24.6.15

Biomassa de Banana verde


Gente como é fácil de fazer!

Uma coisa é difícil... encontrar a banana que venha do sítio =) isso existe explicação...

Eu fiz assim:

5 bananas

1 panela de pressão

Organizei as bananas na panela e cobri com água fervente

Cozinhei por 10 minutos após pegar pressão

Depois descasquei piquei e bati no liquidificador com 1 xícara de água filtrada

E ai é só soltar a criatividade e inventar receitas!

Esta simples preparação é capaz de melhorar a imunidade, contribuir para o desenvolvimento da microbiota intestinal, reduzir o risco de câncer de intestino, controlar os níveis de colesterol, prevenir o diabetes e evitar o acúmulo de gordura abdominal.