23.1.15

prontinho


Acordei, orei, tomei um belo, banho fiz uma linda maquiagem, coloquei uma roupa que gosto e claro comi um chocolate...  ...melhorou essa cabecinha aqui...

Não quero de forma alguma trazer tristeza para vocês,  apesar da parte legal de ler blog é ver que tem mais pessoas passando por certas situações e  compartilhando...

obrigada ♥

Vamos ver se vocês já leram essas notinhas:

"Pílula da refeição imaginária' engana o cérebro e ajuda a emagrecer"

O nome da nova droga é fexaramine e a novidade foi destaque na imprensa mundial. A maioria dos remédios para emagrecer, ao chegar no estômago, é absorvida pela corrente sanguínea e uma vez no sangue é grande o risco de causar efeitos colaterais graves, como doenças cardíacas, pressão alta, depressão. A diferença é que a nova pílula não é absorvida pelo sistema sanguíneo e por isso mesmo o risco desses efeitos pode ser bem menor. A fexaramine age exclusivamente no aparelho digestivo e funciona assim: ela engana o cérebro. O remédio estimula a liberação de um hormônio que avisa ao cérebro que o corpo já está abastecido, mesmo que a pessoa não tenha comido nada. E a partir daí, começa o processo que vai levar ao emagrecimento.

“A droga queima a gordura do seu corpo para dar espaço às novas calorias. Como não há novas calorias entrando, você começa a perder peso”, explica Ronald Evans.

☆☆☆☆☆☆☆☆☆☆☆☆☆☆☆☆☆☆☆

 Os óleos de girassol, milho e soja são próprios para o preparo de alimentos, já que toleram altas temperaturas e não perdem suas propriedades. Já o azeite de oliva, óleo de chia, óleo de gergelim e óleo de linhaça trazem mais benefícios à saúde quando consumidos crus, tanto como para temperar saladas, ou adicionar em preparações já prontas como massas, sopas, ou até mesmo suplementado em cápsulas de acordo com a necessidade de cada pessoa – comenta Joise.
*** nutricionistas alertam que o óleo de coco como suplementação só deve ser consumida quando indicada por nutricionistas ou médicos especialistas.

☆☆☆☆☆☆☆☆☆☆☆☆☆☆☆☆☆☆☆

Sedentarismo leva a duas vezes mais mortes do que obesidade. Caminhar por 20 minutos já reduz em até 30% o risco de morte prematura.

Estudo acompanhou 334 mil homens e mulheres europeus durante 12 anos.

20 minutos fazem diferença
Mas não é preciso ser um atleta para desfrutar dos benefícios dos exercícios para a saúde, segundo o estudo. O simples fato de passar da categoria de "inativo" para "moderadamente inativo" - o que envolve fazer o equivalente a uma caminhada de 20 minutos todos os dias - já diminui o risco de morte prematura entre 16 e 30%.




2 comentários:

=^^= Comentário =^^=